São Paulo 17_9_2019
  • Assine Prisma
  • Cadastre-se
  • Fale Conosco
  • Publique sua Obra
  • Conteúdo Exclusivo

Brooklin revitalizado

Foram inauguradas, no início de dezembro, as obras de renovação nas ruas comerciais do Brooklin, zona sul de São Paulo. O projeto dos arquitetos Juliana Camargo e Rafael Iaconeli refez as calçadas, com ampliação do espaço para passeio público para 3,5 metros de largura. O antigo piso foi substituído por pavimento intertravado nas cores da bandeira alemã (amarelo, vermelho e preto) em função da grande comunidade de origem germânica no bairro. Ao todo, foram investidos R$ 3,5 milhões, R$ 2 milhões custeados pela prefeitura de São Paulo e R$ 1,5 milhão financiado por comerciantes do bairro.




Guia sobre argamassa industrializada

A Abai - Associação Brasileira de Argamassa Industrializada acaba de lançar o guia “Mestre na Obra” com dicas para melhorar a qualidade da obra com o uso da argamassa industrializada, de maneira fácil, produtiva e econômica. O principal objetivo com a distribuição do manual é minimizar a ocorrência de patologias decorrentes da má utilização do produto na construção civil. O manual tem distribuição gratuita e é dirigido aos encarregados, mestres-de-obras, pedreiros e engenheiros. Informações: tel. (11) 3760-5399 ou pelo e-mail: contato@abai.org.br




Pesquisa no edifício Mandarim

O Nepae - Núcleo de Pesquisa em Alvenaria Estrutural da Unesp e a Tecno Logys, empresa especializada em pesquisa e desenvolvimento de sistemas construtivos realizam um estudo para avaliação da deformabilidade de painéis de laje e vigas de edifícios de múltiplos andares em São Paulo. A pesquisa acontece no edifício Mandarim, empreendimento da Cyrela, que terá parte da sua estrutura monitorada. A idéia é levantar informações que permitam prever de modo eficiente a deformabilidade das lajes, de forma a evitar patologias nas alvenarias e revestimentos.




Em Blumenau, o edifício mais alto em blocos de concreto

Até 2006, a cidade catarinense ganhará um edifício de doze pavimentos construído com alvenaria estrutural de blocos de concreto, o residencial Classic Hill, da Construtora Frechal. Com investimento de R$ 4 milhões, o empreendimento será o mais alto prédio em alvenaria no Estado de Santa Catarina. “O sistema tem características industriais e por isso apresenta controle e organização, com substancial diminuição de etapas executivas”, assegura Renato Rossmark Schramm, sócio-diretor da Frechal.




Qualidade de argamassas

No início de 2005, o Programa Setorial de Qualidade de Argamassas Colantes estará divulgando a relação dos produtos em conformidade com a norma NBR 14081. A lista a ser divulgada no site do PBQP-H - Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Hábitat será atualizada periodicamente. Na seqüência, será publicada uma nova lista que divulgará as empresas com produtos não-conformes. Atualmente o programa avalia as argamassas colantes do tipo AC-I (usadas em interiores) fabricadas em 32 unidades fabris de 20 empresas participantes e outras 30 marcas produzidas por empresas não participantes do Programa. Informações nos sites do Sinaprocim (www.sinaprocim.org.br) e do PBQP-H (www.cidades.gov.br/pqpb-h).




Vahan Agopyan é engenheiro do ano

O Instituto de Engenharia de São Paulo concedeu o título de “Engenheiro do Ano” ao professor e diretor da Escola Politécnica da USP, Vahan Agopyan. O engenheiro atua na área de construção civil, desenvolve pesquisas sobre novos materiais, e tem trabalhado para a renovação do perfil profissional do engenheiro, no projeto Poli 2015.


Prisma na Fita

Durante a cerimônia de inauguração do Parque Ecológico Promotor Francisco Lins do Rego, na região da Pampulha, Belo Horizonte, o então secretário municipal de Política Urbana e Ambiental, Murilo Valadares, recebeu um exemplar da revista Prisma 10 (março/2004), que destacou na capa as obras no centro de BH. Participaram também do evento o prefeito Fernando Pimentel e o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias.


Pulo do gato em SP

A Prefeitura de São Paulo está concluindo a primeira fase das obras do Parque do Gato, complexo de habitação e lazer localizado no encontro dos rios Tietê e Tamanduateí. No conjunto irão residir os moradores da antiga Favela do Gato. No total, serão nove edifícios de cinco pavimentos, projetados com uma arquitetura elegante e sóbria, e executados com alvenaria estrutural de blocos de concreto. As vias internas do condomínio receberam pavimentação intertravada. Na segunda fase, a prefeitura implantará um parque, com uma grande área verde e pistas de cooper e de skate, trilhas, quadras esportivas e parque infantil, além de equipamentos como posto policial, de primeiros socorros, fraldário e apoio à lactante.


Passeios em Montes Claros

A cidade de Montes Claros-MG iniciou um projeto para a padronização das calçadas e ruas do município com a utilização de blocos intertravados. O Projeto Centro Vivo, como é chamado, tem apoio do IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil e já viabilizou a recuperação de 5 mil m2 de piso da praça Doutor Chaves, no centro da cidade mineira.


Pavers na fronteira

A prefeitura da cidade paranaense entregou as obras de renovação da praça de acesso ao Teatro Barracão, com bancos, floreiras, lixeiras, nova iluminação e piso intertravado colorido. Antes a Praça das Nações já havia recebido um novo piso, que foi aprovado pela população da cidade fronteiriça.


Casas em Vitória

A prefeitura da capital capixaba está implantando uma série conjuntos habitacionais para a população carente da cidade. As unidades são construídas com alvenaria estrutural de blocos de concreto, a partir de projetos desenvolvidos pela Secretaria de Habitação do município.


Alvenaria e arquitetura

Dois cursos de arquitetura, nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, incluíram o estudo da alvenaria estrutural com blocos de concreto nas disciplinas de Projeto e Tecnologia da Construção. Na Faculdade de Ciências Humanas de Aracruz-ES, planeja-se também um prêmio para o melhor projeto com blocos de concreto em habitações de interesse social. O objetivo das ações, que foram estimuladas pela ABCP, é potencializar o uso do sistema construtivo em projetos inovadores, especialmente na área de habitação. No campus da UFRJ pretende-se construir uma casa 1.0 projetada pelos estudantes.


Praia em Maceió

A praia de Pajuçara, na capital alagoana, ganhou mais de 14 mil m2 de passeios pavimentados com piso intertravado de concreto nas cores terracota e ocre. O projeto é da arquiteta Rosa Elena Nogueira e a obra foi realizada pelas construtoras Arquitec e Telesil Engenharia.


Reurbanização com pavers

A praça Ferreira Pires, em Formiga-MG, voltou a ser o ponto de encontro dos jovens locais após os trabalhos de reurbanização realizados pela prefeitura da cidade. Novas árvores, como ipês e quaresmeiras, contracenam com um piso vermelho e cinza, com blocos de concreto.


American Concrete Institute faz 100 anos. Em SP

De 25 a 27 de abril, a cidade de São Paulo estará acolhendo as comemorações dos 100 anos do ACI - American Concrete Institute, uma das mais importantes entidades mundiais de pesquisa do concreto. O evento será realizado em apenas cinco países do mundo (EUA, Índia, Austrália/Nova Zelândia e França) e no Brasil tem o apoio do Ibracon - Instituto Brasileiro do Concreto. A programação prevê uma grande conferência técnica internacional, com participação de Jose M. Izquierdo-Encarnación, presidente do ACI; do vice-presidente, James Cagley; de Raul Husni, presidente do Capítulo Argentino do ACI; de Fernando Yáñez Uribe, presidente da Comisssão de Estruturas do Instituto Chileno del Hormigón; dos brasileiros Paulo Helene, Mário Franco, Ruy Ohtake, José Carlos Cassaniga e Humberto Rodrigues Gama, entre outros profissionais de alto nível. O objetivo, além de marcar o centenário do ACI, é destacar os inúmeros usos do concreto, que vão das artes plásticas e joalheria até a construção de embarcações. O encontro tem vagas limitadas e se realiza no Novotel Center Norte, zona norte de São Paulo, de 25 a 27 de abril de 2004


Jovens se tornam - "Construtores Residenciais"

Em parceria com o Senai, a Brascri-Associação Brasil Criança está capacitando 32 jovens para a construção de casas com alvenaria estrutural de blocos de concreto. O treinamento foi dividido em duas etapas: uma teórica, sobre alvenaria estrutural, e um curso prático que irá resultar na construção de uma casa. A casa-modelo está em construção no Senai Tatuapé, em São Paulo, e ficará exposta para visitas até o final de 2004. Após o término da construção, os jovens passam a integrar uma cooperativa de trabalho que irá garantir a conquista do primeiro emprego. O projeto baseou-se na proposta da Casa 1.0, desenvolvida pela ABCP-Associação Brasileira de Cimento Portland.


Habitação em Goiás

Em Goiás, uma parceria entre a Agência Goiana de Habitação-Agehab e a equipe local da ABCP está permitindo a construção de mais de mil casas nas cidades de Senador Canedo e Jataí, no interior do Estado. As casas têm 39 m2, dois quartos, sala, cozinha e banheiro e são construídas com alvenaria de blocos de concreto, solução que permite a sua ampliação com facilidade, pelo próprio morador. O projeto foi viabilizado com recursos da Caixa Econômica Federal, associados ao programa estadual Cheque Moradia, criado especialmente para a construção e reforma de casas. As famílias contempladas pelo programa recebem um cheque, que somente pode ser utilizado para a construção, reforma ou ampliação de suas casas.


Intertravado em parada de ônibus

A Prefeitura do Rio de Janeiro adotou o pavimento intertravado na reforma de uma parada de ônibus em Botafogo, num ponto onde ocorria um problema crônico de escorregamento da capa de asfalto. As obras foram realizadas pela construtora R.E. Pereira Lopes, com supervisão do Senai, a partir da capacitação dada pela ABCP-RJ. A Prefeitura estuda a possibilidade de adotar o intertravado como pavimento-padrão nos pontos de ônibus.


PAR viabiliza casas no Distrito Federal

Mais de cem casas estarão sendo entregues à população nos próximos meses pelo PAR-Programa de Arrendamento Residencial da Caixa Econômica Federal. A primeira obra ficou pronta em março de 2004 na cidade de Santo Antônio do Descoberto, localizada na divisa com Goiás. São casas com 48 m2, dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Segundo os construtores, a adoção da alvenaria em blocos de concreto foi fundamental para a viabilização do preço, R$ 22.400,00 por unidade.


Sesi Cuiabá adota piso intertravado

Mais de 7.500 m2 de pavimentação com blocos coloridos de concreto foram entregues aos freqüentadores do Sesi-Parque de Cuiabá, na capital do Mato Grosso. Entre as obras, destacam-se calçadas de desenho sinuoso e uma ciclovia.