São Paulo 17_9_2019
  • Assine Prisma
  • Cadastre-se
  • Fale Conosco
  • Publique sua Obra
  • Conteúdo Exclusivo
Memória da pavimentação

A ABPv - Associação Brasileira de Pavimentação lançou o livro "A Memória da Pavimentação no Brasil", do engenheiro Atahualpha Schmitz da Silva Prego. O trabalho relata, em minúcias, a evolução das técnicas de pavimentação, desde sua origem na antiguidade, com ênfase para as realizações brasileiras durante o século XX. A publicação, segundo o autor, traz números precisos dos gastos governamentais, fórmulas empregadas no cálculo de pavimentos, datas, materiais e medidas, além da memória de vários personagens que militaram nessa área da engenharia.

Informações:
www.abpv.org.br ou tel. (21) 2233-2020
Bons exemplos de obras ao redor do mundo

Oavid R. Smith é arquiteto, engenheiro e diretor técnico do ICPI - Interlocking Concrete Pavement Institute, a organização norte-americana que trabalha para a difusão do pavimento intertravado. No ano passado, ele juntou-se à editora Schiffer Publishing para lançar o livro “Patios, Driveway and Plazas - The Pattern Language of Concrete Pavers”, um album de 192 páginas e mais de 300 fotos com aplicações do piso intertravado em ruas, praças, passeios, jardins residenciais, instalações esportivas e aeroportos.
O trabalho é especialmente curioso para o público brasileiro porque traz obras realizadas nos EUA, Europa Ásia e Oceania que aplicam materiais e conceitos de projeto ainda raros no Brasil. Em primeiro lugar, as fotos evidenciam a ampla variedade de blocos disponíveis no mercado internacional, com cores fortes, tons cerâmicos, texturas muito próximas às da pedra, formatos especiais, arredondados e padrões diferenciados.
As ilustrações mostram também as possibilidades quase infinitas de combinações entre diferentes tipos de blocos, pedras ornamentais, terra, grama e asfalto para formar caminhos e abrigos de alta qualidade paisagística. Por exemplo, basta unir um pavimento sinuoso feito com blocos a uma faixa de granito para valorizar o conjunto sem aumentar os custos. Ou ainda, usar um conjunto de blocos habilmente dispostos para criar um espaço de brincadeiras infantis.
Destacam-se entre os projetos, o passeio desenhado pelo brasileiro Roberto Burle Marx para uma praça em Miami, EUA, os enormes pátios de aeroportos em Dallas, EUA e Hong Kong, China, além das aplicações de curiosos blocos decorados com as marcas de patas de cães. De Miami, o livro traz também uma pequena praça sob as linhas do metrô elevado, inteiramente decorada com padrões africanos em cores muito vivas: amarelo, vermelho, laranja e verde.
O livro de David R. Smith é obrigatório para arquitetos e engenheiros, mas sobretudo para fabricantes de blocos de concreto, que podem conhecer um imenso universo ainda não desbravado de possibilidades em produtos, padrões e cores.

Informações:
“Patios, Driveways and Plazas” pode ser adquirido via internet no site da editora: www.schifferbooks.com ou solicitado pelo fax.: 1 610 593-2002. A publicação custa US$ 29,95, mais o valor da postagem.